31 de dezembro – A Palavra que se fez carne


Meditacoes Para Maltrapilhos

Certa noite, um caro amigo de Roslyn, chamado Joe McGill, estava orando sobre a seguinte passagem de João: “No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. […] E o Verbo se fez carne e habitou entre nós…” (Jo 1:1,14). Na iluminada escuridão da fé ele ouviu Jesus dizendo: “Sim, o Verbo se fez carne. Escolhi adentrar o seu alquebrado mundo e manquejar vida afora com você”.

No dia final, quando chegarmos à Grande Chalé no céu, muitos de nós estarão ensanguentados, fustigados, contundidos e mancando. Mas, por Deus e por Cristo, haverá uma luz na janela e uma placa de “bem-vindo ao lar” na porta.

Felizes os que lavam as suas vestes
e assim têm direito à árvore da vida
e podem entram na cidade pelas portas
Apocalipse 22.14

Extraído de Meditações para maltrapilhos de Brennan Manning.



Compartilhe
Tags
Publicado por Maelyson Rolim

Um míope no Caminho.